Núcleo de Terapias Naturais da Prefeitura, na Fazenda Boa Esperança, será reformado nas próximas semanas.  Espaço está em estudos para habilitação nas novas normas do Ministério da Saúde para ser reaberto

[ad_1]

Aproximadamente 37 espécies de plantas raras já estão sendo produzidas no local e podem ser utilizadas para tratamento de várias doenças

Localizado na Fazenda Boa Esperança, o Núcleo de Terapias Naturais da Prefeitura de Santa Luzia, fechado e com instalações deterioradas há muitos anos, está em estudos e tratativas para  ser reaberto. A administração Municipal iniciará as obras de recuperação do espaço que deve ser reaberto nas próximas semanas. O local conta com aproximadamente 37 espécies de plantas medicinais raras, e varias outras de produção própria, certificadas pela ANVISA, que podem ser utilizadas nos mais diversos tipos de tratamentos de saúde. A idéia é que a reativação dos serviços do núcleo funcione como mais um apoio à saúde pública municipal, já que o trabalho com plantas já é reconhecido pelo Ministério da Saúde desde o ano de 2014. As variadas plantas cultivadas demonstram alto poder de cura.

Dentre as plantas produzidas na Fazenda Boa Fazenda, destacam-se ervas medicinais como a baleeira, tradicionalmente usada na medicina natural como cicatrizante e, principalmente, como antiinflamatório natural para o tratamento de artrites, contusões, dor muscular, reumatismo, dentre outros. Outra planta produzida no núcleo é o urucum, que dentre suas funcionalidades pode ser utilizado na produção de cosméticos.

Uma das colaboradoras do núcleo, a farmacêutica e funcionária pública municipal Sayury, que tem um conhecimento avançado na área, disse que o plano de recuperação prevê várias  ações, dentre elas, pode ser que antes de distribuir as plantas para os cidadãos que solicitarem, sejam dadas orientações importantes sobre como eles devem utilizar a planta, para o correto uso do fitoterápico.

A Secretária Municpila de Saúde Nádia Tomé está incumbida de estudar e amoldar o plano de trabalho apresentado por Sayure, e a regulamentação para habilitação do serviço na rede de saúde.

A Fazenda conta com uma área de 70.000 metros quadrados a ser recomposta a vegetação. Atualmente já foram plantadas 80% da área, com os mais diversos tipos de plantas. O plantio iniciou em dezembro no começo da época chuvosa, fator que facilitou o desenvolvimento das espécies. Ao todo já foram plantadas mais de 7 mil mudas. Com a arborizadação, reestruturação do local e retirada de milhares caminhões de entulhos que eram jogados na fazenda, surgiram algumas lindas lagoas na Fazenda Boa Esperança, o que antes era impossível devido ao abandono e poluição do local.

Acompanhe também as nossas redes sociais:


[ad_2]
Fonte: -> Fonte Desta Notícia