Período chuvoso aumenta alerta contra Aedes aegypti

[ad_1]

Com a chegada do período chuvoso, deve-se redobrar a preocupação com os focos de proliferação do mosquito Aedesj aegypti – transmissor da dengue, zyca vírus e chicungunya. Em Santa Luzia, a Prefeitura por meio da Controladoria de Controle em Zoonoses, ligada à Secretaria Municipal de Saúde, o trabalho vem sendo intensificado.


Mas, apesar das equipes estarem diariamente nas ruas, o alerta é para que a população contribua, fazendo sua parte na eliminação de focos do mosquito. “Dados do Ministério da Saúde mostram que 85% dos focos do mosquito estão dentro dos domicílios. Então, cada um precisa fazer a sua parte, tirando um tempo do seu dia para fazer uma vistoria na residência. Já encontramos larvas do mosquito até mesmo em tampas de pet e casca de ovo”, alerta a responsável pelo setor, a veterinária Viviane Moreira.

Outro alerta feito pela veterinária é a falta do inseticida disponibilizado pelo Ministério da Saúde. “Não há data prevista para envio do produto”, diz. Com isso, não há material para fazer o conhecido fumacê. “E mesmo quando há o produto, o envio é feito pelo Ministério da Saúde e é necessária a comprovação de um número de casos na região para que a Secretaria de Estado disponibilize. Não acontece de forma aleatória e infelizmente não depende da nossa vontade”, esclarece.

Segundo Viviane, em recente trabalho de campo desenvolvido pela equipe de agentes de combate em zoonoses, foi notificado um alto índice de positividade para o vírus da dengue nas larvas colhidas em vários domicílios. “Alguns moradores têm o hábito de armazenar água e acabam fazendo isso de forma incorreta, o que agrava a situação”, lamenta. Com isso, o risco de casos da doença aumenta. Então, é necessário atenção e cuidado maiores com os quintais.

São ações simples e devem ser uma rotina diária, como:
• Tampar os tonéis e caixas d’água;
• Manter as calhas sempre limpas;
• Deixar garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
• Manter lixeiras bem tampadas;
• Deixar ralos limpos e com aplicação de tela;
• Limpar semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
• Limpar com escova ou bucha os potes de água para animais;
• Retirar água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.
• Cobrir e realizar manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;
• Limpar ralos e canaletas externas;
• Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;
• Deixar lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;

Acompanhe também as nossas redes sociais:


[ad_2]
Fonte: -> Fonte Desta Notícia