Primeira Academia de Saúde ao ar livre de Santa Luzia é um sucesso

[ad_1]

É a cada dia maior o número de participantes das atividades realizadas na primeira Academia de Saúde ao ar livre de Santa Luzia, em funcionamento há exatamente um mês, desde o dia 25 de janeiro, na Praça Catumbi, no bairro São Benedito. A frequência maior é do sexo feminino e nas atividades matinais. Mas os homens já estão aderindo à novidade “É muito bom, porque antes para fazer exercícios a gente tinha de ir a vários lugares diferentes, agora aqui concentra tudo”, disse Paulo do Nascimento Bráz, que aos 63 anos estava malhando ao som de música na aula de ginástica na tarde da quinta-feira (25).

O programa Academia da Saúde, que é uma iniciativa do Governo Federal à qual Santa Luzia aderiu, tem como proposta promover práticas de educação em saúde, atividades físicas e mentais, incentivar a alimentação saudável, bem como contribuir com os modos de vida sustentáveis da população. “As atividades são ministradas por uma equipe multiprofissional, que inclui educadores físicos, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas e enfermeiros”, esclarece o educador físico Leandro Vieira de Mendonça. Sua colega Thalinne Rocha, comemora: “Esta é a primeira academia, mas como está dando certo outras virão”.

Pelas manhãs, o movimento é intenso. A partir das 8h já há aulas de ginástica aeróbica, localizada e abdominais. À tarde, mais atividade física a partir das 15h. E outras atividades constantes no cronograma da secretaria de Saúde incluem grupos de: fisioterapia, meditação, trabalhos manuais e plantas medicinais, entre outros, além de palestras. Os interessados em participar devem dirigir-se à Praça Catumbi ou se orientar na Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência, que seja vinculada ao Polo Sanitário Virgem dos Pobres, a saber: Alto São Cosme, Caribé, Jabaquara, São Cosme e Via Colégio.

Devido à pandemia da Covid-19, estão sendo observados todos os cuidados sanitários. Os participantes têm de utilizar máscaras, manter o distanciamento e utilizar álcool a 70% para higienização das mãos. Embora se trate de local aberto, a participação de idosos ainda não é recomendada.


[ad_2]
Fonte: -> Fonte Desta Notícia