Secretaria Municipal de Saúde define diretrizes para início da vacinação contra a Covid-19 em Santa Luzia

[ad_1]

Município está preparado para a vacinação e já conta com todos os insumos necessários para a primeira fase da campanha

Foi realizado na tarde desta segunda-feira (18) um treinamento das referências técnicas para início da vacinação contra a Covid-19 em Santa Luzia. O objetivo da capacitação foi orientar os profissionais das estratégias de saúde da família do município sobre as normas que devem ser adotadas durante a vacinação e apresentação das orientações preconizadas pelo Ministério da Saúde sobre os procedimentos corretos a serem adotados pelos trabalhadores da Saúde. A prefeitura já tem disponíveis seringas e insumos para efetuar a primeira etapa da vacinação, que contemplará inicialmente grupos prioritários, conforme preceitua a estratégia nacional.

Na ocasião, o início da vacinação na cidade se dará pelos trabalhadores da saúde, pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas) e maiores de 18 anos com deficiência (institucionalizados). De acordo com o Ministério da Saúde, o púbico-alvo para a primeira etapa de vacinação foi priorizado segundo critérios de exposição à infecção e maiores riscos para agravamento e óbito pela doença.

Os imunizantes aprovados para uso emergencial no Brasil pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária  é a CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac, e AstraZeneca, desenvolvida pela Universidade de Oxford com a Fiocruz.   Inicialmente serão disponibilizadas  6 milhões de doses da vacina Coronavac e 2 milhões de doses da vacina de Oxford para o Brasil. O imunizante deverá ser aplicado em  2 doses contendo 0,5 ml da vacina com um intervalo de 2 a 4 semanas entre as doses.

De acordo com o  Coordenador de Imunização da Prefeitura de Santa Luzia, Hilton Rodrigues, a vacinação no município, ocorrerá inicialmente, em todas as 26 salas de vacina da cidade. “À medida que o Ministério da Saúde realizar o envio de mais doses de vacina para os grupos elegíveis, novas estratégias serão utilizadas para garantir a cobertura vacinal em todo município”, explicou.


[ad_2]
Fonte: -> Fonte Desta Notícia