Seminário promovido pela Prefeitura dialoga sobre violência doméstica

[ad_1]

Os números são alarmantes. Segundo informações da Polícia Civil, Santa Luzia é a segunda cidade mineira com maior registro de ocorrências de violência contra a mulher, a cada 100 mil habitantes. Foi com esses dados, que a Delegada Bianca Prado, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher iniciou sua fala durante o II Seminário de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, realizado nesta sexta-feira (29) pela Prefeitura de Santa Luzia, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania.

Em 2019, até o mês de outubro, foram mais de 1.690 boletins de ocorrência registrados, 650 pedidos de medida protetiva, três feminicídios e um novo caso de pedofilia a cada semana. “E esses números tendem a ser muito maiores, devido à falta de notificação”, explicou a delegada.

Esse é o segundo seminário sobre o tema realizado pela pasta. Além da palestra ministrada pela Delegada Bianca, ainda palestraram a Sargento PM Cristiane Dias, responsável pela Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica, da Polícia Militar, a psicóloga Rogéria Sampaio da cidade de Ribeirão das Neves, para tratar sobre a importância dos Conselhos Municipais dos Direitos da Mulher, a doutora Karla França, que falou sobre o perfil e formas de acesso ao acolhimento institucional para as vítimas e a psicóloga Valéria Giovaninni, que falou sobre o trabalho com grupos de mulheres vítimas de violência doméstica.

“Esse é um assunto que precisamos ter uma visão ampla e debater de forma clara. As notícias diárias nos assustam, por isso é preciso enfrentar esses números e discutir o tema com toda a sociedade para que possamos ampliar as políticas que atendam à essa população e promover uma mudança de hábitos”, disse o Vice-Prefeito Pastor Sérgio.

“Estamos discutindo o tema hoje, mas o trabalho de prevenção à violência doméstica acontece o ano inteiro”, destacou o Secretário de Desenvolvimento Social, Wander Carvalho Júnior. Ele ressaltou ainda que além da reativação do Conselho Municipal da Mulher, feita neste ano, Santa Luzia é um dos 12 municípios mineiros que fazem parte do Consórcio Mulheres das Gerais, que atende mulheres vítimas de violência e seus filhos com atendimento psicológico, jurídico e abrigamento.


[ad_2]
Fonte: -> Fonte Desta Notícia